Pilates para Gestante

Pilates para Gestante

pilates 2


Com a prática regular dos exercícios, a gestante adquire estabilidade da musculatura postural e do assoalho pélvico, além de força e flexibilidade muscular nos membros. Tudo isso aliado também à redução dos níveis do cortisol, que é o hormônio do estresse, por meio das técnicas de respiração trabalhadas no método.

A atividade melhora ainda a concentração, a circulação, o equilíbrio, a coordenação e a respiração, sem sobrecarregar as articulações, o que, consequentemente, auxiliará a prevenir as dores lombares, ombros anteriorizados, tensão na região cervical e inchaço nas pernas.

Os exercícios são adaptados conforme cada fase da gestação, primeiro, segundo e terceiro trimestres, além do pós-parto imediato e dois meses após. Antes de iniciar ou continuar os exercícios do método Pilates, um obstetra deve ser consultado, com a finalidade de identificar algumas contraindicações aos exercícios físicos.